Webshotspro

Escrito por Parka em 18 Outubro 2008

Hoje venho falar de uma ferramenta online que costumo utilizar frequentemente – Webshotspro. O serviço permite gerar “screenshots” de páginas e/ou sites. Para gerar “screenshot” – captura de ecran, basta indicar o endereço da mesma na página inicial e clicar depois no botão “Get screenshots of this site”.

O serviço existe na forma gratuita e paga. Na forma gratuita podemos ter que esperar alguns minutos até ter a nossa imagem gerada. Depois de gerada podemos escolher o tamanho que pretendemos: 100×75, 267×200, 400×300 e 640×480. De seguida gravamos a imagem para o nosso pc e podemos utiliza-la como entendemos.

Ferramentas e tutoriais para o WordPress

Escrito por Parka em 16 Setembro 2008

Mais uma vez a Smashing Magazine volta a criar um enorme repositório de recursos para quem trabalha com o WordPress, especialmente no desenvolvimento de temas.

Ferramentas para o desenvolvimento de temas para o WordPress

Neste artigo podemos encontrar informação relativa a:

  1. Recursos Online que incluem umas cabulas em formato pdf para wordpress, todo o tipo de código PHP para extrair informação das base de dados, as etiquetas utilizadas internamente pelo sistema wordpress.
  2. Mais tutoriais para ajudar na criação de temas para o wordpress. Alguns pequenos trucos ou hacks para tirar mais proveito do tema actual. Como trabalhar com categorias. Criar menus de navegação com vários níveis. Utilizar o wordpress como um CMS. Trabalhar e aproveitar melhor os comentários deixados pelos nossos visitantes. Integração WEB 2.0, estilos e S.E.O., optimizar os cabeçalhos, roda-pés e barras laterais, etc..
  3. Artigos do Codex oficial do WordPress.
  4. Temas em branco para serem trabalhados.
  5. Inspiração para o design dos nossos temas.
  6. Icones para os temas.
  7. Sites para distribuir os nossos temas.
  8. Galerias de temas gratuitos.
  9. Marketplaces para venderem os temas desenvolvidos.

30 Belos temas para o WordPress

Escrito por Parka em 26 Agosto 2008

A Smashing Magazine fez um resumo de 30 temas para o WordPress onde o denominador comum é serem de grande qualidade, belos e gratuitos.

30 temas para o wordpress

WordPress 2.6

Escrito por Parka em 15 Julho 2008

Hoje saiu uma nova versão do WordPress com algumas novidades interessantes.

  • Guardar revisões dos artigos e poder fazer comparações para verificar as alterações e posteriormente restaurar uma versão mais antiga.
  • Contagem de palavras por artigo
  • Gerir por “atacado” as extensões/plugins
  • Controlo de imagem mais fácil
  • Facilidades de “Drag-and-drop” nas galerias
  • Pre-visualizar os temas
  • Google Gears – permite guardar uma versão local do blogue e trabalhar nele para posterior actualização sem necessidade de estar ligado à Internet

Segue um vídeo com algumas das novidades.

Mais info no blog do wordpress: http://wordpress.org/development/2008/07/wordpress-26-tyner/

Comparação entre o Google Analytics e outros

Escrito por Parka em 13 Julho 2008

Num artigo anterior “6 Meses – Números e estatísticas“, numa resposta ao comentário do Miguel Marinho já tive a oportunidade de explicar a diferença nos números, principalmente de visitas, que vamos encontrar entre o Google Analytics e os outros programas de estatísticas.

No meu caso tenho também acesso aos dados fornecidos pelo Awstats e o Webalizer, e, relativamente ao mês de Junho de 2008 são estes os seguintes dados:

Visitas Visitas Únicas Páginas Hits
Google Analytics 501 393 815
Awstats 1557 1000 4299 18680
Webalizer 2911 5929 23349

Como se pode verificar as diferenças são enormes. Sendo que os números de Awstats são sem as visitas dos robots, spiders e afins.

Vou relembrar que o código do GA está associado ao blog através do tema escolhido ou através de uma extensão, por isso, a visita só é contabilizado se for utilizado ficheiro do tema header.php, ou da função interna do wordpress wp_head() que é chamada para colocar informação pertinente nos cabeçalhos das páginas.

Quando acedo ao painel de administração do blog é um exemplo de visitas/páginas que não são contabilizados pelo GA, outro exemplo é do Feedburner, que gere o RSS do site, que fornece conteúdo sem gerar visitas no GA. Se o javascript estiver desactivado por motivos de segurança, será também uma razão para a diferença de números.

A vantagem do GA sobre os outras aplicações de estatística é que podemos “visualizar” o precurso do visitante pelo nosso site. Sabemos quanto tempo esteve em cada página, se saiu sem ler mais algum artigo,  comparar os dados do site com outros da concorrência para verificar se, por exemplo, picos de visitantes também se verificaram nos outros blogues, etc..

Não podemos descurar de verificar os dados das outras aplicações que podem complementar com mais algumas informações, nomeadamente se existe códigos de erros HTTP, quais os robots indexadores que passam pelo site, ou seja, cada aplicação tem a sua utilidade.


Copyright © 2007 Ilíquido. Todos os direitos reservados.